sábado, 19 de outubro de 2019

Líderes indígenas brasileiros se reúnem em coletiva após discurso de Jair Bolsonaro na ONU

Indígena-ONU.jpg
Indígenas ONU 2019

Imagem reprodução internet

Lideranças Indígenas brasileiras, como cacique Raoni Metuktire e os coordenadores-executivos da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), Sonia Guajajara e Dinamam Tuxá, que estão em Nova Iorque, onde participaram da Cúpula de Ação Climática, participaram de uma coletiva de imprensa onde responderam às declarações dadas pelo presidente brasileiro na ONU.

247 – O presidente Bolsonaro repetiu ao mundo o que vem dizendo aqui desde a campanha eleitoral. Em seu discurso na abertura da Assembleia Geral da ONU, reafirmou sua política anti-indigenista e de destruição da Amazônia.

“Quero deixar claro: O Brasil não vai aumentar para 20% sua área já demarcada como terra indígena, como alguns chefes de estado gostariam que acontecesse”, disse ele. Em seguida, citou duas vezes o nome do Cacique Raoni, de quem disse ser manipulado por interesses internacionais.

Os Lideres Indígenas presente repudiaram s fala do presidente Jair Bolsonaro, São a favor do cacique Raoni Metuktire e defenderam das críticas feitas pelo presidente. Ainda afirmaram que Ysani Kalapalo, jovem indígena que integrou a comitiva presidencial na ONU, não tem representatividade no movimento indígena brasileiro.

O presidente Jair Bolsonaro disse por várias vezes dos indígenas brasileiros ao defender as políticas do seu governo em relação à Amazônia e ao criticar o que ele considera uma ingerência indevida de estrangeiros na região.

Fonte: Com Informação do Site Brasil247

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − dois =

Top